top of page

Trabalho Temporário ou Terceirização? Entenda as principais diferenças – Pacifica Continental

O trabalho temporário e o trabalho terceirizado são duas modalidades muito comuns no mercado que auxiliam profissionais e empresas que procuram oportunidades estratégicas e flexíveis.



Com o objetivo de entender mais sobre esses modelos de contratação, contamos com a participação de Gabriela Zouein, Head de Back Office na Pacifica Continental, consultoria internacional de recrutamento e seleção de talentos.

Zouein ofereceu valiosos insights e informações sobre as vantagens de contratar os serviços de uma empresa especializada e principais diferenças entre as duas modalidades de trabalho para empresas que estão procurando estes tipos de prestação de serviço.


Neste conteúdo, separamos algumas das falas da especialista em contratação de temporários e terceirizados que podem ajudar a analisar as opções e ter maior proveito das oportunidades do mercado.


O que é o trabalho temporário?


O trabalho temporário é uma situação excepcional em qual uma empresa contrata uma pessoa física por meio de uma empresa especializada para atender a uma demanda específica ou realizar a substituição transitória de pessoal permanente. Um exemplo de demanda excepcional de serviço seria no Natal, onde lojas que estão com atividades aceleradas contratam vendedores temporários para manter a produtividade. Outro exemplo seria a licença maternidade. Uma empresa precisa cobrir aquela posição e contrata um profissional nessa condição de temporalidade para, justamente, suprir o trabalho de quem está ausente.


Como funciona a contratação de temporários?


A regulamentação dessa modalidade possui algumas particularidades. No Brasil, o contrato de trabalho temporário possui um período de 6 meses prorrogáveis com a possibilidade de até 90 dias adicionais, totalizando um prazo máximo de 9 meses. Além disso, a contratação constitui de uma relação tripartite entre a empresa de temporários, o cliente e o profissional contratado. A empresa contratada é a pessoa jurídica encarregada pela colocação dos trabalhadores e é responsável pelo salário e benefícios dos mesmos. O profissional fica na folha da empresa especializada, no caso da Pacifica, porém, os benefícios serão os mesmos da empresa cliente em que essa pessoa está alocada. Em relação aos horários, atribuições, treinamento e atividades, essas questões são responsabilidades do cliente. Dessa forma, é necessária uma comunicação constante entre as partes envolvidas para acompanhar o andamento, falar sobre questões pontuais, como folha de ponto, e garantir a eficácia do processo.


Quais são as vantagens dessa modalidade?


Essa modalidade de trabalho é ideal para empresas que precisam de uma substituição ou necessidade de contratação devido ao aumento de demandas. Ela oferece diversas vantagens, incluindo a flexibilidade. A flexibilidade é uma palavra do momento, certo? Por ser uma demanda temporária, não é necessário determinar o prazo exato do contrato, podendo ser encerrado antes do período pactado, por exemplo, antes dos 6 meses, sem o pagamento de verbas indenizatórias.


Além disso, como o processo de contração é terceirizado, a parte burocrática não é responsabilidade do cliente. O profissional faz parte da folha de pagamento da empresa de temporários e a mesma administra toda a documentação.

Outra vantagem é o custo. O Brasil é um país que possui uma carga tributária altíssima e o custo de um funcionário é alto, então esse modelo de trabalho consegue oferecer uma economia financeira.

Também podemos contar com mais agilidade. A empresa contratada é capaz de entregar profissionais qualificados com mais rapidez, acelerando o trabalho e diminuindo o tempo do projeto.

Em resumo, em uma situação de temporalidade, é mais vantajoso adotar esse modelo de contratação para suprir a demanda específica, ter mais controle sobre o prazo do contrato e poder minimizar o custo. A organização consegue empregar mais pessoas para um determinado projeto e focar em seu negócio principal, algo que não seria possível contratando diretamente na folha.



O que é o trabalho terceirizado?


No caso da terceirização, o primeiro ponto a se observar é que essa modalidade não possui um prazo definido. Não existe um limite específico para terceirizar um profissional ou algum tipo de serviço, até porque existem várias formas de terceirizar. É possível terceirizar um recurso para determinada tarefa, uma área inteira, ou um tipo específico de serviço da empresa. Além disso, hoje em dia não existe mais uma limitação em relação à atividade sendo terceirizada. Depois da reforma trabalhista, a terceirização da atividade principal ou fim da empresa passou a ser permitida.

Com relação à terceirização, é importante destacar que está sob o regime celetista. Ao manter a contratação após o período de experiência de 90 dias, está sujeito ao pagamento de todas as verbas indenizatórias em caso de rescisão.


A terceirização também oferece um prazo maior, então, enquanto a empresa precisar, ela pode contar com esse serviço. Além disso, pode ser mais vantajoso para certas empresas em relação ao custo-benefício. Embora tenha os custos indenizatórios, a terceirização é capaz de suprir determinadas demandas com um custo menor do que ter que contratar e gerenciar um funcionário na folha da empresa.

O que observamos muito também são projetos de RPO (Recruitment Process Outsourcing). O RPO nada mais é do que a terceirização do processo de recrutamento, onde uma empresa especializada é responsável por identificar e recrutar profissionais qualificados. Então, empresas que não possuem uma área de RH utilizam os recursos e agilidade dessas empresas dedicadas para otimizar a contratação de funcionários.


Em que situações empresas utilizam essas modalidades de trabalho?


Toda indústria que trabalha com projetos, principalmente de grande porte, tende a utilizar esses modelos de contratação. Então, por exemplo, uma empresa de construção civil que procura realizar um projeto na área de tecnologia, como a introdução de um novo sistema, requer uma demanda de profissionais de forma pontual. Dessa forma, é possível utilizar o trabalho temporário e terceirizado para suprir essa necessidade e manter a produtividade da empresa. Além disso, essas modalidades são interessantes para empresas que estejam expandindo suas operações e entrando no mercado brasileiro.

Outro exemplo muito comum, são organizações que utilizam o trabalho terceirizado para áreas que não são suas especialidades. Essa modalidade é muito comum para organizações que precisam de suporte com essas áreas por oferecer a expertise em áreas específicas e permitir que a empresa foque em suas atividades principais.


Quais são as principais diferenças entre essas modalidades?


As principais diferenças entre esses modelos de trabalho são o custo, necessidade e transitoriedade do serviço. Por isso, quando é feita a contratação terceirizada, o custo da terceirização acaba sendo um pouco mais alto, devido a diferença no valor da alíquota de imposto em comparação ao trabalho temporário. Além disso, o custo da contratação terceirizada, inclui verbas rescisórias e outros direitos.


O que procurar em uma empresa que realiza esses tipos de contratação?


O trabalho temporário e o trabalho terceirizado são diferentes na forma de contração, porém exigem um cuidado na hora de contratar uma empresa especializada. A empresa terceirizada deve possuir a expertise necessária, ter as certidões em dia e garantir o pagamento de forma correta. Dessa forma, é necessário analisar o nível de conhecimento da empresa na área, o relacionamento com os funcionários, os tipos de relatórios oferecidos e a comunicação com os clientes. Além disso, a empresa precisa realizar o recrutamento e a gestão de profissionais, portanto, é importante certificar que a empresa terceirizada é capaz de identificar o talento correto para a função e realizar uma contratação efetiva. Afinal das contas, a responsabilidade de uma empresa que oferece esse tipo de serviço é atender a demanda do cliente. A última coisa desejada é que a contratação vire uma dor de cabeça.


Na sua experiência, como você acredita que a Pacifica tem ajudado empresas na contratação de temporários e terceirizados?


Eu vejo que auxilia muito. Acredito que ao longo dos anos construímos uma relação com nossos clientes e inclusive hoje somos reconhecidos como um Business Partner, sendo um parceiro de negócios e potencializando resultados. Entendemos como nosso cliente funciona e as suas dores para oferecer uma solução customizada para atender as suas necessidades específicas. Estamos sempre próximos do próprio funcionário temporário ou terceirizado assim como do nosso cliente, mantendo o contato constante e enviando relatórios mensais. Nosso relacionamento realmente é um dos nossos diferenciais. Além disso, temos expertise em recrutamento e na parte toda da gestão de folha e nunca tivemos nenhum problema em relação a isso. Sempre procuramos oferecer o melhor ao nosso cliente e todos os profissionais envolvidos.




Entrevista com Gabriela Zouein, Head de Back Office na Pacifica Continental







Commentaires


bottom of page